segunda-feira, novembro 10, 2008

dois em um

olha eu aqui, esperando do meu jeito, sem medo de sobrar como macarrão na janta. é aqui, ó, bem debaixo do seu nariz, distribuindo sinais, sutil como uma manada de elefantes africanos em busca de comida. olha aqui, babe, desloca um pouquinho esse ângulo, nem vai dar torcicolo [prometo que fica até mais confortável]. dá uma olhadinha, meu bem, só uma piscadela e pronto, está feito. e enquanto isso eu te ajudo a fingir que nunca existi e você encena que jamais me quis [game over, sou poeira].

3 comentários:

Thakau disse...

adoro textos pequenos e fortes!
Me encontrei neste em uma relação que não tive hahahaha .Muito bom!

bjoos

Flávio disse...

kkk... quando parar querer ser notada, aí sim que irão correr atrás. É sempre assim.

Liliane P. disse...

[e há os mestres em encenação, ma cherrie...] por falar em esperar, amo o lou, mas acho que preciso começar a discordar dele. esse negócio de 'first thing you learn is you always gotta wait' tá foda.