quarta-feira, julho 02, 2008

Vai sem direção
Vai ser livre
A tristeza não
Não resiste

quando publiquei esse texto por aqui estava bem triste por deixar belo horizonte. as razões eram várias e algumas persistem, mas não posso negar que aconteceu uma mudança. não sei o que é especificamente, mas passou todo o medo. aqui não é o lugar dos meus sonhos estruturalmente falando, mas é um bom lugar. estou fazendo uma coisa que presta, aprendendo bastante, seguindo sempre em frente [que pra mim é a melhor direção, apesar do apego que tenho a várias coisas que estão só no passado].

Jogue seus cabelos no vento
Não olhe pra trás
Ouça o barulhinho que o tempo
No seu peito faz

no texto acima mencionado eu disse que, dessa vez, não tinha do que fugir. bem, talvez eu tivesse, mesmo sem saber verbalizar. talvez ficar tão longe seja uma forma de ver o que vai estar à minha espera quando eu voltar e então descobrir - ou confirmar - o que me deve ser caro nessa vida. dar conta de mim é difícil, eu sou difícil [e não tenho orgulho disso]. tem que ter muito amor, todo o amor, pra conseguir manter a vontade de ficar por perto. todo o amor do mundo.

Faça sua dor dançar
Atenção para escutar
Esse movimento que traz paz
(...)
Atenção para escutar
O que você quer saber de verdade

em destaque: 'o que você quer saber de verdade', arnaldo antunes

3 comentários:

Raul disse...

Que bom que você está se encontrando por aí Paulinha... deve ser mesmo foda estar longe de tudo aquilo a que a gente está acostumado, mas como não há nada a que a gente não se acostume né...

[e essa música é muito boa!]

Ferdi disse...

Vc teve um chance que poucos têm, a de ver as suas próprias coisas de fora.
Essa música é linda mesmo. Funciona melhor que qualquer calmante.
Beijos!!

tina disse...

Oi Paula!
Mto lindo isso tudo! Que bom que as coisas estã dando certo. Continuarei a ler.
Bju