sexta-feira, dezembro 15, 2006

Resultado - Concurso 'Oh g suis' de literatura virtual

pois é, eu ganhei. rá!

eis a escrita premiada:


Se se fosse produzir um filme abre parênteses filme não, né? Sim, cinema é lindo, mas fazer um filme, não sei, é muito distante. Façamos um vídeo, porque vídeo é gueto, vídeo é universo em exploração, e, acima de tudo, vídeo é fragmento, e fragmentos são belos fecha parênteses Se se fosse produzir um vídeo, transformar imagem da vida extra-oficialmente produzida para ser assistida em imagem da vida oficialmente produzida para ser assistida, teria que ser tudo em super-oito; super-oito para tentar dar conta desses elementos clichês que permeiam um fato inédito, para passar a sensação de coisa que já foi e que na verdade nunca foi, mas pela qual já há o sentimento de falta, algo que incomoda (ainda que nunca) abre parênteses imagem de super-oito ou de câmera de celular? Há tanta poesia nestas últimas, na maioria das vezes precárias, feitas ali, no imprevisto, do imprevisto e para o imprevisto. A câmera de celular revoluciona porque aumenta a quantidade de imagens e, paradoxalmente, as singulariza. É o seu olhar, é a sua mão, é o seu recorte. Além de tudo, há um ar de documento, um ar de guardado, algo que escapa do puramente digital fecha parênteses Como filmar o inferno? Ou melhor, como retratar o inferno? Pensemos: como sair desse clichê cheio de extremos, de inferno ser o total calor ou o total frio, o completo isolamento ou a multidão infinita, o cheio ou o vazio? Paira no ar esse gosto de renovação, essas vontades de novo. Inferno são as pequenas coisas. Inferno são pequenas coisas geradas por pessoas, pequenas ou não


texto na íntegra no Rabisco (s)em censura (como eu sou chique!).

.
.
.


agora é só colher os louros: me esbaldar com trident de canela, curtir happy hour na companhia de figuras como menina da boina e aprendiz de madonna, ir ao marcílio's ballroom com o meu vestido mais fino e esvoaçante e lidar com toda a fama que o 'Oh g suis' irá proporcionar à minha pessoa. porque, convenhamos, eu praticamente flutuo! ah, essa vida de celebridade...

no flashes, please!!

4 comentários:

desafinadamente disse...

meu deus, que menina mais linda.
eu queria tá aí.
eu queria me esbaldar em sua fama.
flashes em mim, please!

pronto.
me dá um abraço?

desafinadamente disse...

meu deus, que menina mais linda.
eu queria tá aí.
eu queria me esbaldar em sua fama.
flashes em mim, please!

pronto.
me dá um abraço?

andre´ disse...

NÃO ADIANTA PEDIR! EU CLICO MESMO!
BEIJO, LINDA!

maricota de jesus disse...

linda linda linda linda linda!

você existe mesmo?!
é de verdade?!!
eu posso amar pra sempre?! sempre!?

e mereceu demais! demais!