sábado, junho 28, 2008

da umidade relativa do ar

gente, as roupas simplesmente NÃO SECAM aqui em florianópolis. não é que demora pra secar, elas não secam mesmo. leva de 2 a 3 dias dias pra que elas percam aquele peso de roupa lavada, mas continuam úmidas e as partes mais grossinhas - tipo bolsos das calças, golas etc - permanecem molhadas mesmo. o ar está super úmido, então não tem como deixar as peças no varal pra sempre, porque quando começam a querer secar, pá, a umidade traz a água toda de volta.

fico então numa observação paranóica do tempo. vem aquela pontinha de sol, saio correndo com as roupas e as coloco no quintal. sol vai embora, lá vou eu toda besta fazer o contrário. aí só me restou aquele método básico de passar as roupas semi-molhadas com bastante cuidado, colocá-las em cabides e deixá-las penduradas no varal indoor aqui de casa.

imagem meramente ilustrativa

pior foi que resolvi lavar as minhas pantufas. me esqueci do detalhe de que pantufas são bichos de pelúcia. ou seja, elas estão mais que úmidas: elas estão pingando há quase uma semana. todo dia dou mais uma torcida nas benditas pra ver se ajuda.

a propósito, tenho lavado roupas e limpado coisas freneticamente. no início da semana fiquei umas 3 horas lavando o fogão, pedacinho por pedacinho. aproveitei e 'ariei' [esfreguei com bombril até brilhar] as panelas, coisa que não faço sempre. paranóia? neurose? nem eu sei. mas todos temos nossas válvulas de escape. provavelmente se tivesse à mão um aeromodelo a ser montado, montá-lo ia.

a única certeza é de que, apesar dos pesares, frio é o que há de melhor aqui nessa tal de região sul. reza a lenda que semana que vem essas chuvas páram e o tempo seco volta, o que será ótimo tanto para as minhas roupas quanto para meus cabelos. aê.

Um comentário:

Ferdi disse...

Praticamente uma Monica Geller! Acho que nada nesse mundo me faria limpar um fogão por três horas..rs.
Bjos!!