segunda-feira, novembro 17, 2008

você pode tudo, babe. pode pegar os textos, as tags, pode pegar até o que falta [que é o que mais tenho]. tudo, tudo. você pode vir e tomar posse do vinil do chico, meu grande sertão veredas edição especial, meu sapato de dorothy, meu casaco preto, meus esmaltes hipoalergênicos. você pode. vem e carrega a minha coleção de canecas, as minhas anotações acadêmicas, o meu travesseiro preferido. nem precisa pedir. pode vir aqui e dar aquele ctrl c + ctrl v safado, pode falar que é tudo seu [já é, sempre foi].

(...)
você querendo, você me pede
um brinco, um namorado
que eu te arranjo logo.
você quer fazer verso? é tão simples!... você assina
ninguém vai saber.
se você me pedir, eu trabalho dobrado
só pra te agradar.
se você quisesse!... até na morte eu ia
descobrir poesia.
(...)
[vinicius de moraes]

*texto inspirado em comentário de liliane pelegrini.

Um comentário:

Liliane P. disse...

você é pacote completo. uma lindeza só. [muito, muito honrada com a homenagem!]