sábado, outubro 25, 2008

e você faz pipoca, faz trabalhos, faz de conta e faz merda. merda não aduba a vida, que isso é discurso de quem precisa de discurso pra continuar; merda é merda. faz amigos, faz desafetos, faz que não houve e que não ouve.

o problema é que não adianta nada fazer quando o que se deve fazer é não fazer absolutamente nada.

mas mesmo assim é difícil [há saudade].

ELA
ela pensa em filmes
desculpas, convites
seus próprios limites
caminha sobre cacos de espelho
é só um truque
um truque velho
ELE
e seu estilo
seu engenhoso artifício
descarta o mundo inteiro e pede palmas pra si mesmo
eu te conheço

4 comentários:

Liliane P. disse...

e isso corrobora tudo que venho pensando sobre estar ou não aqui a passeio.

Raul disse...

... e o som do sim... bem, você sabe.

Thakau disse...

Adoro pensar sobre isso.
Eu escrevo também, te achei no blog da ferdi, posso te linkar?

bjos

ferdi disse...

eu odeio qdo oq se pode fazer é não fazer nada!