sexta-feira, outubro 03, 2008

falta o argumento para se começar o roteiro, o diretor de um filme que ainda não é. não sei escrever e não me lerás. todo texto é lançado a uma tradução impossível. você é linguagem, logo é texto - corpo de tatuagens existenciais -, logo nunca será lido. quem te enxerga? a obra de arte abre mundo [todo ele e por todos os lados].

vem cá, me deixa fugir

[me beija a boca].

[blanchot
heidegger
lenine]

baseado na aula da profª. dra. liliana reales

2 comentários:

mariasamara disse...

isso que são fragmentos!

Raul disse...

muito bom Paulinha! ...as vezes parece até que tudo deu um nó, né?