sexta-feira, agosto 29, 2008

idiossicrasias da paula [ou informações bem inúteis que não vão mudar nada na sua vida ou na minha]

@
eu não afago cachorrinhos alheios só porque o dono deles é bonito. só mexo com o cachorro alheio se o cachorro mexer comigo. na maioria das vezes apenas sorrio pro bicho e, quanto mais lindo o dono, menos vou olhar para ele e mais vou olhar para o cão. tenho preferência por: 1) cães meio estragadinhos, aqueles que sempre sobram nas feiras de pet; 2) vira-latas; 3) cães enormes porém bem bestas e carinhosos; 4) cachorros machos, fêmeas normalmente são meio chatas. não gosto de poodles [todo poodle é fêmea].

@
eu não afago bebês do nada, a não ser que eles sorriam pra mim. mas quando isso acontece eu mexo, faço caretas mil e falo com aquela vozinha idiota que todo mundo faz pra brincar com bebês. me desespero quando falo pra mãe ou pro pai: 'seu nenê é lindo' e eles dizem 'é minhAAA nenê', apesar de tanto 'nenê' quanto 'bebê' serem substantivos masculinos.

@
eu não sinto vergonha de gostar de carne vermelha nem me sinto intimidada por vegetarianos que tentam me convencer de que vacas são minhas amigas. a camada de ozônio está toda fodida por conta dos arrotos e gases das vaquinhas e, toda vez que como um belo bife, me sinto salvando um pouquinho o dia, igual à uma menina super poderosa. quando um vegetariano começa a tentar me doutrinar eu ligo um dispositivo cerebral de proteção que também é ativado quando: 1) religiosos tentam me converter; 2) pessoas do telemarketing tentam me empurrar um cartão de crédito totalmente inútil; 3) pessoas tentam me levar pra um show de pagode; 4) pessoas tentam me levar pra fazer trilha e ser devorada por mosquitos no meio do mato.

@
eu não acho que toda mulher fica linda vestida de noiva; aliás, é muito complexo ficar bonito usando branco dos pés à cabeça. acho que a cor branca é para poucos; por isso, se um dia eu te disser 'compre uma camiseta branca' ou então 'você fica ótimo de branco', meu caro, pode acreditar, você certamente fica estonteante de branco. se você for um menino [e considerando todas as variantes existentes e blá blá] é bem provável que eu te agarre se você aparecer com a vestimenta por mim sugerida. só não vale bata branca ou qualquer coisa hippie [eu não gosto de nada hippie]; tem que ser camiseta no tamanho correto, bonitinha, passadinha, cheirosinha e branquinha, igual na propaganda de sabão em pó. normalmente eu prefiro camisetas pretas.

@
eu não amo natureza e verde e ar puro e colocar os pés na terra e abraçar árvores; gosto de concreto, buzina e prédios gigantes e cheios de elevadores e ar-condicionado. e dane-se se a minha rinite grita e minhas lentes de contato incomodam por conta da secura do ar. e entre nascer do sol e pôr-do-sol eu prefiro o nascer. mas há de se levar em conta o fato de que nunca vi um nascer do sol de forma decente, sentada numa praia, esperando a coisa acontecer. é porque eu também adoro dormir.

@
eu não gosto de caminhar - com ou sem objetivo - ao ar livre, a não ser que a companhia seja muito muito muito MUITO boa. funciona um pouco como a questão da roupa branca.

@
eu acredito que os fins justificam os meios e que, no amor e na guerra, vale tudo. apesar disso, concordo com ronald rios quando este diz: 'não gosto de guerra, todo mundo tem que se amar, todo mundo tem que se beijar, tudo mundo tem que se lamber'.

@
eu nunca gosto de alguma coisa o tempo inteiro, apesar de desgostar praticamente pra sempre das coisas que um dia comecei a odiar. exemplo do primeiro caso: gosta de café? depende do dia. tem épocas que bebo café o tempo inteiro e outras que não gosto nem do cheiro. exemplo do segundo caso: gosta de chimarrão? NÃO.

5 comentários:

mariasamara disse...

tenho um bocado dessas idiossicrasias tb. entre tantas outras.

gostei do argumento da vaca, rs, não gosto de carne vermelha, mas um dia utilizarei...rs

Ferdi disse...

Sou igual: quanto ao gosto por carne, quanto a nunca gostar de alguma coisa o tempo inteiro e quanto ao uso de roupas brancas.
Sou diferente: nunca afago cachorros, sempre afago bebês e gosto de caminhar (o que é uma grande idiossincrasia da minha personalidade, pois sou superpreguiçosa).
Quanto aos outros itens, preciso pensar...rs.
Beijos!
p.s.: esperando relatos sobre a visita ao interior de santa catarola.

Felipe Held disse...

Duas coisas:

1. Nem todo poodle é fêmea. O meu é bem machão, humpf.

2. Ok, também sou viciado em café, mas... não gosta de chimarrão? Mas como assim, poxa? Eu, mesmo de São Paulo, adoro! Reflita teus conceitos, guria.

Ah, e sobre a série 'erros fatais'... bom, homem é burro pra caramba. Posso dizer isso porque eu mesmo fui inspiração no passado para aqueles textos. Tsc, tsc.

Cynthia disse...

E que tal dizer "mas que criancinha mais lindinha" ? Duvido que alguém diga "é um crianço", hehehe...

;o)

Anônimo disse...

Sim, provavelmente por isso e