quarta-feira, fevereiro 13, 2008

hoje estou fantasiada de paula. já não é tão divertido, talvez devesse mudar as cores. ou quem sabe os perfumes. difícil é que coisa assim tem que ser de dentro pra fora, e o meu dentro já não se encontra neste meu grande órgão chamado pele.

como é que faz quando enjoa da gente? trocamos as gentes ao nosso redor, levando a cabo aquela história de que somos o que somos sempre em relação a um outro? ou se faz algo trivial, como cortar o cabelo, arranjar uma tatuagem ou viajar com mochila nas costas, passando aperto?

eu sabia exatamente o que eu não queria na vida e agora parece que a lista precisa crescer.

enfim. já não é tão divertido.






drops de uma mesma música
tente passar pelo que estou passando agora
tente me amar pois estou te amando
tente usar a roupa que estou usando
arranje algum sangue escreva no pano
rasgue a camisa enxugue meu pranto
como prova de amor
mostre teu novo canto
escreva no quadro em palavras gigantes
te amo te amo

[luiz melodia]

2 comentários:

inferno da consciência disse...

escrevo no muro!
te amo

Ferdi disse...

A fantasia de Fernanda tb me cansa às vezes. Além de tudo é grande. Difícil de carregar.
Beijos!!!